Hodômetro

Manter um carro em ordem não é tarefa fácil pra ninguém, principalmente devido ao aumento do preço do combustível. Mas, sabia que com atitudes simples como: manutenção em dia e pilotagem consciente você pode fazer uma boa economia?

Lembrando que, para os motoristas que têm carro bicombustível, ou seja, motor Flex, vale a pena usar álcool somente quando seu custo está abaixo de 70% do valor da gasolina, o que não é o caso atualmente.

As dicas abaixo irão te ajudar a economizar e garantir que você dirija com segurança.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

Janela

Andar com as janelas abertas não é recomendável, principalmente na estrada. Em alta velocidade, acima dos 80 km/h, elas permitem a entrada do ar e aumentam a resistência aerodinâmica. Em velocidade constante, o acréscimo de consumo chega a 10%.

 

Velocidade

Para sua segurança e economia, respeite os limites de velocidade. Um carro consome cerca de 20% a mais quando está a 100 km/h comparando-se a quando está a 80 km/h.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

Carga

Não viaje com excesso de carga. Quanto mais pesado o veículo, mais energia você gasta para acelerar. Cada 50 kg a mais equivale a 1% de aumento no consumo – isso inclui excesso de tranqueira no rack sobre o carro. Ao aumentar a área frontal, você reduz a aerodinâmica do veículo.

 

Rampa

Para economizar nas ladeiras, acelere antes do início do aclive para não pisar forte no meio do caminho. Nas descidas, desça engrenado pois ao contrário do que se diz, é mais econômico que trafegar com o carro no ponto morto.

 

Aceleradas

Evite arrancadas e freadas bruscas, isso exige mais do motor. Sempre que possível, passe para a marcha mais alta: a marcha errada aumenta o consumo em 30%.

Foto: Foto Reprodução

Foto: Foto Reprodução

 

Pneus

Pneus murchos ou com a calibragem errada influenciam negativamente no consumo. A calibragem deve ser feita no máximo a cada 15 dias, seguindo as orientações das montadoras para pressão, que é diferente para traseira e dianteira e se o veículo está carregado ou não. A indicação de calibragem está no manual do proprietário ou em um adesivo na tampa do tanque ou na porta carro. Os pneus podem ser responsáveis por até 20% do consumo.

 

Troca de marcha

A troca de marcha faz muita diferença no consumo. Todos os veículos trazem no manual do proprietário a velocidade certa para a mudança pois deve-se levar em consideração o torque do carro. Um carro a 40 km/h não pode estar em 5ª marcha, por exemplo. Assim como você não deve chegar a 100 km/h em segunda. Nos dois casos estará gastando mais do que o necessário. O uso do câmbio de ser suave e não há necessidade de “espichar” até o fim.

 

Velas

As velas estão entre os itens de manutenção que mais influenciam no consumo dos carros. Elas precisam ser trocadas exatamente com a quilometragem recomendada pela montadora, que varia de modelo para modelo. E quando uma estragar, todo o jogo deve ser substituído por peças com as mesmas especificações. A função das velas é gerar energia na câmara de combustão para iniciar a queima da mistura ar/combustível. Se ela está ruim, essa queima fica irregular, o que reflete diretamente no aumento do combustível injetado.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

Apetrechos

Antes de instalar qualquer acessório no carro, consulte um especialista. Objetos que mudam as características originais tendem a provocar maior resistência contra o ar. Aerofólios, suportes e rodas fora do padrão, por exemplo, influenciam diretamente na aerodinâmica e, consequentemente, no aumento do consumo.

 

Filtros

Os filtros de ar e combustível precisam ser trocados nas datas previstas pelas montadoras, sem desculpas. Em caso de entupimento, eles interferem diretamente na mistura de ar e combustível na câmara de combustão, o que faz o veículo gastar mais, já que a mistura fica irregular.

Cambio

 

“Banguela”

Aquele costume antigo de deixar o carro em ponto morto em descidas, a “banguela”, é coisa do passado. O veículo deve ficar sempre engrenado. Assim, gasta menos combustível do que se estiver em ponto motor. A injeção eletrônica identifica que não é preciso aceleração e corta o combustível. Evitar a banguela também é questão de segurança porque o carro aproveita o freio-motor.

 

Alinhamento

O alinhamento das rodas é fundamental para aerodinâmica do carro. Se o veículo está fora de geometria, as rodas serão arrastadas, em vez de somente girar. Automóvel alinhado, sim, economiza combustível.

 

Ar condicionado

Você não vai passar calor, claro. Mas em dias de temperaturas amenas é possível desligar o ar condicionado. Ele aumenta, em média, 20% o consumo do veículo.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

Giro

O ideal é manter o motor do automóvel com rotação entre 2 mil e 2,3 mil giros. Acima disso, o consumo de combustível aumenta consideravelmente.

 
 
 

RASTREAMENTO PÓSITRON

Se você possui frota de carros, caminhões ou motocicletas, vai se impressionar com o Rastreamento da Pósitron! Ele Permite o gerenciamento integrado para otimização na administração da frota e redução de custos. Saiba mais em: positron.com.br/rastreamento

 
 

 

Fonte: G1, Super Interessante  e Pense Carros.

Comentários

comentários